Menu
RSS

Presidente da República constata andamento das obras do Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda

O futuro Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (PCTL), cujas obras de construção foram visitadas esta quarta-feira, 10 de Abril, pelo Presidente da República, João Lourenço, terá um enfoque tecnológico multissectorial, para reforçar o ecossistema de investigação científica e inovação, alinhando-se aos esforços de diversificação económica do país.

A Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança, disse, durante a apresentação do PCTL, situado no distrito urbano da Maianga, em Luanda, que o parque contará com nove edifícios novos e a reabilitação dos antigos, num investimento de 35.9 milhões de dólares para a obra.  “Esta obra é uma parte do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia”, disse a dirigente, afirmando que o parque visa a colaboração entre Governo, indústria/empresas, instituições de ensino superior e de investigação científica e a sociedade, em geral.

O Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (PCTL) vai ocupar uma área de aproximadamente 60 mil metros quadrados, com diversas instalações, incluindo centros de investigação científica, área administrativa e comercial, incubadora de empresas, espaço para empresas consolidadas, biblioteca, auditório com 250 lugares, escritórios, restaurante, estufa e espaços a serem utilizados pela Universidade Agostinho Neto.

Contará ainda com painéis solares, pontos de carregamento para veículos eléctricos, bem como com estacionamento com capacidade para cerca de 600 veículos, áreas verdes, instalações desportivas, entre outras infra-estruturas. As obras do PCTL deverão estar concluídas no segundo semestre de 2025.

A construção do parque está a cargo da empresa Pan-China e a fiscalização a cargo do consórcio Typsa/EngConsult, vencedoras dos concursos públicos internacionais lançados. O empreendimento (PCTL) tem actualmente uma taxa de execução física de 46% e financeira de 45%.

Por outro lado, actualmente, o Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), no seu todo, tem um desembolso que ronda os 40% e a sua conclusão está prevista para Dezembro de 2026. Em última instância, pretende-se, com o PDCT, contribuir, através da inovação científica e tecnológica, para a diversificação económica", reforçou a Ministra. O PDCT tem um orçamento total de USD 100 milhões, disponibilizados pelo Estado angolano (USD 10 milhões) e por um empréstimo do Banco Africano de Desenvolvimento (USD 90 milhões).

Luanda, 12 de Abril de 2024.

Fonte da Imagem: CIPRA (Centro de Imprensa da Presidência da República)

Ler mais ...

Presidente da República constata andamento das obras do Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda

O futuro Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (PCTL), cujas obras de construção foram visitadas esta quarta-feira, 10 de Abril, pelo Presidente da República, João Lourenço, terá um enfoque tecnológico multissectorial, para reforçar o ecossistema de investigação científica e inovação, alinhando-se aos esforços de diversificação económica do país.

A Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança, disse, durante a apresentação do PCTL, situado no distrito urbano da Maianga, em Luanda, que o parque contará com nove edifícios novos e a reabilitação dos antigos, num investimento de 35.9 milhões de dólares para a obra.  “Esta obra é uma parte do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia”, disse a dirigente, afirmando que o parque visa a colaboração entre Governo, indústria/empresas, instituições de ensino superior e de investigação científica e a sociedade, em geral.

O Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (PCTL) vai ocupar uma área de aproximadamente 60 mil metros quadrados, com diversas instalações, incluindo centros de investigação científica, área administrativa e comercial, incubadora de empresas, espaço para empresas consolidadas, biblioteca, auditório com 250 lugares, escritórios, restaurante, estufa e espaços a serem utilizados pela Universidade Agostinho Neto.

Contará ainda com painéis solares, pontos de carregamento para veículos eléctricos, bem como com estacionamento com capacidade para cerca de 600 veículos, áreas verdes, instalações desportivas, entre outras infra-estruturas. As obras do PCTL deverão estar concluídas no segundo semestre de 2025.

A construção do parque está a cargo da empresa Pan-China e a fiscalização a cargo do consórcio Typsa/EngConsult, vencedoras dos concursos públicos internacionais lançados. O empreendimento (PCTL) tem actualmente uma taxa de execução física de 46% e financeira de 45%.

Por outro lado, actualmente, o Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), no seu todo, tem um desembolso que ronda os 40% e a sua conclusão está prevista para Dezembro de 2026. Em última instância, pretende-se, com o PDCT, contribuir, através da inovação científica e tecnológica, para a diversificação económica", reforçou a Ministra. O PDCT tem um orçamento total de USD 100 milhões, disponibilizados pelo Estado angolano (USD 10 milhões) e por um empréstimo do Banco Africano de Desenvolvimento (USD 90 milhões).

Luanda, 12 de Abril de 2024.

Fonte da Imagem: CIPRA (Centro de Imprensa da Presidência da República)

Ler mais ...

FUNDECIT realiza Workshop sobre Prioridades para Financiamento da Ciência - Participe!

A Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNDECIT) realiza no próximo dia 16 de Janeiro de 2024 o workshop final do Projecto "Políticas e Práticas de Financiamento para uma Ciência e Tecnologia Glocal, Ética, Inovadora e Relevante: Diálogos entre Angola, Moçambique e Portugal" financiado pelo Programa Facilidade de Diálogo UE-Angola, com a finalidade de debater temas selecionados visando a recolha de subsídios para melhoria das políticas, estratégias práticas em matéria de C&T, com foco nos instrumentos de financiamento.

Os interessados poderão participar virtualmente, através do link:

 

Para mais informação, clique aqui: https://fundecit.ao/default.aspx

Aceda ao programa preliminar clicando AQUI

 

Ler mais ...

Fortalecendo Laços e Expandindo Horizontes: UFH e URNM Assinam MOU para Parceria

A Universidade de Fort Hare (UFH) está a trilhar o caminho para tornar-se uma instituição africana de destaque, focada na excelência e inovação. Na sua jornada, a UFH valoriza parcerias significativas e, recentemente, uma delegação liderada pelo Vice-Chanceler, Prof. Sakhela Buhlungu, visitou Angola, resultando na assinatura de um Memorando de Entendimento (MOU) entre a UFH e a Universidade Rainha Njinga Mbande (URNM), em Malanje.

A colaboração, iniciada há três anos pelo Departamento Sul-Africano de Ciência e Inovação (DSI), está a evoluir para uma série de compromissos de alto nível em investigação científica, inovação e desenvolvimento do capital humano. A UFH está a diversificar as suas parcerias, envolvendo-se deliberadamente com a URNM, marcando o seu primeiro contacto com um país africano lusófono.

A visita incluiu apresentações detalhadas sobre objectivos estratégicos e processos de investigação, ensino e aprendizagem. A Sra. Sikhonzile Sikhosana, da DSI, destacou a importância desta colaboração no contexto dos compromissos da DSI no continente africano.

Desde 2021, marcos notáveis incluem visitas recíprocas, actividades de científicas, formação de alunos e a obtenção de uma subvenção da União Europeia para um programa especializado. O MOU formaliza a colaboração em bolsas conjuntas, workshops, cooperação em áreas comuns de interesse e extensão universitária.

A delegação da UFH foi recebida pelo Prof. Dr. Eduardo Ekundi (Reitor), Prof. Dr. Osvaldo Pelinganga (Vice-Reitor para os Assuntos Acadêmicos), Prof. Dr. Bettencourt Munanga (Vice-Reitor, para Área Científica e Administração) e Prof. Dr. Guilherme Pereira (Diretor do Instituto de Tecnologia Agroalimentar), Dr. Gabriel António Simoli (Secretário Geral) e os responsáveis de todas as outras estruturas e unidades da URNM.

Esta parceria, agora emblemática entre a África do Sul e Angola, é um testemunho do compromisso da UFH em expandir fronteiras académicas, promovendo a excelência e a inovação no continente africano.

Saiba mais em: https://www.ufh.ac.za/news/News/SolidifyingpartnershipsAfrica%E2%80%93UFHvisitsAngola

 
Ler mais ...

Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda “Luanda Tech” torna-se Membro Afiliado da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação

O Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (Luanda Tech), em construção desde Fevereiro de 2023, é o principal objectivo do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), um projecto em execução pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), co-financiado pelo Governo de Angola e pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD). O Luanda Tech foi admitido, no dia 14 de Setembro do corrente, após ratificação pela Assembleia Geral, como novo Membro Afiliado da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação (IASP). O acto decorreu no âmbito da 40ª Conferência Mundial sobre Parques de Ciência e Áreas de Inovação   (iaspworldconference.com), que se realizou no Luxemburgo, de 11 a 15 de Setembro.

O MESCTI participa na referida conferência com o objectivo de se apropriar das melhores práticas e tendências no âmbito da gestão e sustentabilidade dos Parques de Ciência e Tecnologia. A delegação angolana é chefiada por S. E. Secretária de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dra. Alice de Ceita e Almeida, e integra o Director Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dr. António de Alcochete, o Magnífico Reitor da Universidade Agostinho Neto, Prof. Dr. Pedro Magalhães, a Directora do Centro Nacional de Investigação Científica, Prof. Dra. Sandra Afonso, o Consultor da Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dr. Jone Heitor,  o Coordenador do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), Prof. Dr. Ricardo Queirós, e o Assistente de Gestão Financeira do PDCT, Sr. Isalino António.

A placa em acrílico que simboliza a admissão como Membro Afiliado foi entregue pelo Presidente da IASP, Senhor Herbert Chen, a Sua Excelência Secretária de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação e ao Coordenador do Projecto de Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia.

A IASP conta com 315 membros, dos quais 39 são Afiliados. Angola é o 9° país de África com pelo menos um parque de ciência e tecnologia, de entre a África do Sul, Botswana, Cabo Verde, Essuatíni, Ilha da Reunião, Marrocos, Nigéria e Quénia Como Membro afiliado. O Luanda Tech tem assento na Assembleia Geral e tornar-se-á Membro de Pleno Direito quando, em 2025, terminar a sua construção.

A delegação do MESCTI foi recebida pelo Embaixador de Angola no Reino da Bélgica, Dr. Mário de Azevedo Constantino, e contou com o apoio da referida embaixada.

Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em Luanda, 15 de Setembro de 2023.

Ler mais ...

MESCTI participa na 40ª Conferência Mundial da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) participa, de 11 a 15 de Setembro de 2023, na 40ª Conferência Mundial da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação, do inglês IASP (IASP (iaspworldconference.com). O objectivo é conhecer as melhores práticas e tendências no âmbito dos Parques de Ciência e Tecnologia, destacando a sua gestão e sustentabilidade. Ressalta-se que, desde Fevereiro de 2023, está em construção o Parque de Ciência e Tecnologia de Luanda (Luanda Tech). O Luanda Tech é o principal objectivo do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), um projecto em execução pelo MESCTI, co-financiado pelo Governo de Angola e o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

O programa da delegação do MESCTI inclui uma visita a Belval Science City, capacitação em gestão de parques de ciência e áreas de inovação, sendo que dia 14 de Setembro decorrerá a Assembleia Geral da IASP que deverá ractificar a aprovação do Luanda Tech como Membro Afiliado da Associação.

A delegação angolana é chefiada por S. E. Secretária de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dra. Alice de Ceita e Almeida, e integra o Director Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dr. António de Alcochete, o Magnífico Reitor da Universidade Agostinho Neto, Prof. Dr. Pedro Magalhães, a Directora do Centro Nacional de Investigação Científica, Prof. Dra. Sandra Afonso, o Consultor da Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dr. Jone Heitor,  o Coordenador do Projecto de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (PDCT), Prof. Dr. Ricardo Queirós, e o Assistente de Gestão Financeira do PDCT, Sr. Isalino António.

A delegação do MESCTI foi recebida pelo Embaixador de Angola no Reino da Bélgica, Dr. Mário de Azevedo Constantino, e conta com o apoio da referida embaixada.

 

Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em Luanda, aos 13 de Setembro de 2023.

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais