Menu

Sob o Lema: "Consolidar um Ensino Superior de Qualidade", Angola e Moçambique celebraram 60 Anos de Ensino Superior.

No dia 28 de Junho do corrente ano, deslocou-se à cidade de Maputo, República de Moçambique, uma delegação do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação liderada pela sua Titular, a Ministra Maria do Rosário Bragança, para a celebração dos 60 Anos de Ensino Superior de Angola e Moçambique, que culminou de 29 de Junho a 1 de Julho com uma Conferência Internacional sob o lema: “Consolidar um Ensino Superior de Qualidade”.
 
O presente ano marca os sessenta (60) anos do ensino superior em Angola e Moçambique. Com efeito, decorreram seis décadas desde que os Estudos Gerais Universitários de Angola (EGUA) e os Estudos Gerais Universitários de Moçambique (EGUM) foram estabelecidos, por Decreto, a 21 de Agosto de 1962, criando, deste modo, a primeira instituição de ensino superior nas então colónias portuguesas.
 
As celebrações dos sessenta (60) anos do ensino superior em Angola e em Moçambique, proporcionaram uma ocasião fundamental para os Governos destes dois (2) países mobilizarem os diversos actores da sociedade, nacionais e estrangeiros, que participaram em debates sobre as reformas das políticas públicas do ensino superior e as consequentes acções, na busca de propostas exequíveis para responder aos principais desafios, através de conferências nacionais, regionais, internacionais, eventos virtuais e de outras modalidades, que colheram o melhor da inteligência colectiva da esfera pública que, à posterior, poderão ser transformadas em planos de acção concretos.
 
A Conferência Internacional alusiva aos 60 anos de Ensino Superior de Angola e Moçambique, decorreu em formato híbrido (presencial e on-line). As apresentações dos trabalhos científicos estiveram  organizadas em Conferências Principais, Sessões paralelas e Mesas redondas. A Conferência esteve dividida em eixos ou áreas temáticas gerais, nomeadamente:
  1. Ensino e aprendizagem no ensino superior;
  2. Investigação no ensino superior;
  3. Extensão e inovação no ensino superior;
  4. Governação, administração e gestão do ensino superior
  5. Assuntos estratégicos e transversais ensino superior, i.e., ICT e Transição Digital, Mudanças Climáticas, COVID-19, etc.
O discurso de abertura da Conferência Internacional foi proferido pelo Presidente da República de Moçambique, Eng.º Filipe Jacinto Nyusi, que na sua alocução afirmou que a realização da Conferência Internacional "representa também um marco importante na caminhada de ambos os países na busca de respostas em relacção aos desafios do Subsistema, através da reflexão em torno do passado, do presente e dos desafios e perspectivas do Ensino Superior enquanto fonte de conhecimento para o desenvolvimento do país". Na sua abordagem, enfatizou que "apesar dos ganhos observados, Angola e Moçambique estão longe de ter pessoal suficiente e devidamente qualificado, e o calcanhar de aquiles continua a ser a necessidade de alargar o número de acesso ao Ensino Superior e ao mesmo tempo salvaguardar um ensino de qualidade que seja útil para os graduados, empregadores e a sociedade."
 
 
Para o Presidente Filipe Nyusi o ensejo é de que, a Conferência resulte na partilha de melhor informação, ideias inovadoras e bem estruturadas sobre políticas, estratégias e práticas do Ensino Superior que se podem adoptar para o melhor posicionamento dos países (Angola e Moçambique) na sua missão de formar estudantes, na investigação científica, na extensão, inovação, e na qualificação de docentes, para que os produtos resultantes das Instituições de Ensino Superior Angolanas e Moçambicanas sejam de qualidade relevante para o mercado e a sociedade.
 
Ainda no dia 1 de Julho do presente ano, no culminar da Conferência Internacional, a Ministra Maria do Rosário Bragança (MESCTI - Angola) e o Ministro Daniel Daniel Nivagara (MCTES - Moçambique) assinaram um acordo de cooperação nos domínios do ensino superior, ciência, tecnologia e inovação. O acordo estabelece dentre várias acções a cooperação na mobilidade de docentes, discentes e investigadores das IES e I&D, formação graduada e pós-graduada em áreas de conhecimento relevantes para o desenvolvimento social e económico das partes e dos recursos humanos em particular, partilha de documentos legais nos domínios do ensino superior, ciência, tecnologia e inovação, colaboração entre as entidades responsáveis pela avaliação e acreditação de cursos e programas de graduação e pós-graduação, com vista a assegurar a qualidade do ensino superior e da ciência, fortalecendo a cooperação e a confiança mútua. 
 
Fizeram parte da delegação Directores Nacionais e Consultores do MESCTI, Magníficos Reitores e Vice-Reitores das IES Públicas e Privadas, Professores Catedráticos, Docentes e Investigadores.
 
Para assistir a conferência na íntegra, aceda aos links: Conferência Internacional - Abertura,  Conferência Internacional - Encerramento
 
Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em Luanda, 04 de Julho de 2022.
Ler mais ...

Submissão de Candidaturas para Financiamento de Projectos pela FUNDECIT - Candidaturas até 02 de Agosto de 2022

A FUNDECIT vem por este meio agradecer aos Gestores de Instituições do Ensino Superior e de Instituições de Investigação Científica localizadas em todo o país, a participação na sessão de publicação dos editais para financiamento de projectos pela FUNDECIT, que teve lugar no passado dia 17 de Junho, tanto presencialmente como através do link oportunamente divulgado.

Em conformidade, e desde aquela sessão, está aberta a candidatura aos três editais, clicando em “Submeter Projecto” no site da FUNDECIT (https://fundecit.ao/). Qualquer dúvida ou questão que subsista depois de consultados o edital, o respectivo guião e modelo de submissão, deve ser apresentada preenchendo e enviando o “Pedido de Informação” disponível em “Contactos”.

Na expectativa das Vossas candidaturas online até às 23h59 do próximo dia 02 de Agosto de 2022, a FUNDECIT reitera os melhores cumprimentos

 

Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, em Luanda, aos 27 de Junho de 2022.

Ler mais ...

UAN Gradua primeiro Doutor em Saúde

A Universidade Agostinho Neto (UAN) graduou Mauer Alexandre Gonçalves ao título de Doutor em Saúde, na especialidade de Ciências Biomédicas.

Na ocasião, o Corpo de júri constituído por sete (7) Professores destacou a importância e a relevância da tese com o título: "Alterações electrocardiográficas e sua associação com factores de risco cardiovascular em estudo de base populacional no norte de Angola”.

O primeiro Doutor formado em Angola na área de Saúde foi aprovado com distinção e louvores pelo Corpo de júri no acto de defesa pública que teve lugar no dia 8 de Junho, no Auditório "Maria do Carmo Medina", Faculdade de Direito da UAN.

A tese orientada pelo Reitor da UAN, Professor Doutor Pedro Magalhães, apresenta soluções no combate a elevada prevalência de doenças como a pressão arterial, as diabetes, o alto índice de colesterol e outros factores de risco no município do Dande, na província do Bengo.

O acto foi prestigiado pela Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Doutora Maria do Rosário Bragança e contou com a presença de membros da comunidade académica, estudantes e convidados.

O Doutor Mauer Gonçalves é Médico especialista em Cardiologia, Docente e Assistente de Investigação da Faculdade de Medicina da UAN.

 

Fonte: Gabinete de Tecnologias de Informação e Comunicação da UAN, aos 08 de Junho de 2022.

Ler mais ...

Capital da Ciência e Tecnologia da CPLP - de 06 à 09 de Junho de 2022, em Luanda. Participe!

 

A cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação entre países permite acelerar o progresso para o alcance dos ODS da agenda 2030, em linha com os ODS 9 e ODS 17, sendo mutuamente benéfica.

A pandemia da COVID-19 expôs as graves assimetrias existentes no mundo, sendo que, no esforço de reconstrução das economias, a Ciência, a Tecnologia e a Inovação podem impulsionar a diversificação económica e o desenvolvimento inclusivo.

Na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), a vontade conjunta de cooperação multilateral entre os Estados Membros alicerça-se nos objectivos comuns e nas especificidades existentes nos Subsistemas de Ensino Superior e nas políticas de ciência e tecnologia de cada Estado Membro.

Várias iniciativas, nos domínios do ensino superior e da ciência, tecnologia e inovação, têm sido desenvolvidas, constituindo assim oportunidades de divulgação dos seus resultados à sociedade.

CONTEXTO

A República de Angola assumiu a Presidência em exercício da CPLP na XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo, no dia 17 de julho de 2021, em Luanda.

Os Ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) da CPLP, ou seus Representantes, reuniram-se na modalidade híbrida, a partir de Luanda, no dia 19 de janeiro de 2022, e decidiram “Promover a realização da Capital da Ciência e Tecnologia da CPLP a ser acolhida pelo Estado membro que detém a Presidência em exercício da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa”.

Deste modo, decorrerá, em Luanda, de 6 a 9 de Junho, a Capital da Ciência e Tecnologia da CPLP - Luanda 2022, sob os auspícios da Presidência Angolana em exercício da CPLP.

O objectivo geral da realização da Capital da Ciência e Tecnologia (C&T) da CPLP é fortalecer a cooperação multilateral em C&T para a promoção do desenvolvimento dos Estados membros da CPLP.

Especificamente, pretende-se:

  • Promover a aproximação e potenciar a cooperação entre cientistas de países de língua portuguesa;
  • Reforçar a discussão sobre temas científicos de elevada actualidade de forma abrangente e transversal;
  • Divulgar os resultados do Ciência LP3;
  • Dinamizar a partilha de informação sobre a organização e o financiamento de agências de financiamento da ciência na CPLP;
  • Difundir a actividade científica realizada no espaço de C&T da CPLP;
  • Divulgar resultados de boas práticas de interação academia-indústria;
  • Partilhar experiências sobre empreendedorismo e inovação social nas instituições de ensino superior da CPLP;
  • Recolher propostas para a celebração do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento na CPLP (10 de Novembro).

Nesta semana participam Docentes e investigadores científicos de instituições de ensino superior e de investigação e desenvolvimento da CPLP, Empreendedores, Inventores do Centro Internacional de Formação Avançada de Cientistas dos Países de Língua Portuguesa em Ciências Básicas”, centro de categoria criado sob os auspícios da UNESCO, Empresas, Sociedade civil, Decisores políticos.

METODOLOGIA

A Capital C&T consiste num evento com a duração de 3 (três) dias, estruturado em actividades diversas, sob a forma de mesas redondas, conferências e visitas, num formato híbrido (presença física e on-line dos participantes), privilegiando-se a interacção dos participantes, traduzida no debate em torno dos temas escolhidos, na discussão de experiências e vivências que contribuam para o reforço da cooperação entre investigadores científicos e docentes da CPLP.

RESULTADOS ESPERADOS

Com a realização deste evento espera-se alcançar os seguintes resultados:

  • Potenciado o maior aproveitamento do Ciência LP;
  • Reforçada a cooperação entre agências de financiamento da ciência na CPLP;
  • Divulgados resultados relevantes da actividade científica e da interacção academia-indústria no espaço de C&T da CPLP;
  • Obtidas propostas para a celebração do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento na CPLP (10 de Novembro). 

Participe!!!

Aceda o link:  https://us06web.zoom.us/j/89777327466?pwd=L0xTREI5dFk5NjMxL2RWZjNRRTJjUT09

credenciais: ID da reunião: 897 7732 7466 - Senha de acesso: 576457 (Zoom)

 

Em anexo o Programa

 

Ler mais ...

Universidade de Campinas Estabelece Parceria com o Governo de Angola para Formação de Docentes nas áreas das Ciências Médicas e da Saúde

Uma Delegação do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Chefiada pelo Director Nacional do Ensino Superior, Prof. Dr. Emanuel Catumbela, deslocou-se de 24 a 28 de Maio do corrente ano, à cidade de São Paulo, República Federativa do Brasil, para no âmbito do Programa Anual de Envio de 300 Licenciados/Mestres Angolanos com Elevado Desempenho e Mérito Académico para as Melhores Universidades do Mundo, previsto no Decreto Presidencial n° 67/19 de 22 de Fevereiro: i) conhecer a realidade das IES hospedeiras e o desempenho dos bolseiros angolanos; ii) motivar e mobilizar os estudantes bolseiros angolanos para o bom desempenho e o retorno ao país após a sua formação; iii) explorar possibilidades de cooperação entre as IES acolhedoras e o Governo de Angola (MESCTI) e identificar oportunidades de formação para novos bolseiros.

A delegação reuniu-se com a Direcção da Universidade de Campinas (UNICAMP) e a Direcção da Faculdade de Ciências Médicas da mesma instituição. Estas mostraram-se unânimes em oferecer oportunidades de formação pós-graduada aos docentes universitários angolanos a nível de doutoramento e especialização médica.

Num outro momento, a Delegação reuniu-se com a Direcção da Escola de Educação Permanente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (EEP- HCFMUSP), onde constatou que o grau de desempenho dos médicos angolanos (bolseiros de mérito) em formação é positivo, com obtenção de resultados excelentes, sendo que o percurso académico feito pelos mesmos é semelhante aos médicos residentes daquele país. Durante uma reunião com os bolseiros, foi possível constatar o empenho e dedicação dos mesmos nos programas de formação, bem como a entrega da equipe de médicos docentes daquela instituição. A formação dos médicos angolanos (bolseiros de mérito) é feita no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.

A Universidade São Paulo é considerada a melhor universidade da América Latina pela Times Higher Education Ranking, e a UNICAMP é considerada a segunda melhor universidade do Brasil. Com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de profissionais e estudantes da área de saúde, a EEP HCFMUSP promove cursos técnicos, de pós-graduação e programas de capacitação médica e multiprofissional. Por isso, integra um corpo clínico multidisciplinar a tecnologias de última geração.

A delegação angolana esteve composta também pela Directora do Gabinete de Tecnologias de Informação e Comunicação Institucional, Antónia Djamila F. De Lima, o Consultor da Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Filipe Baião, e a Técnica do Gabinete da Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria Sebastião Neto.

O Gabinete de Tecnologias de Informação e Comunicação Institucional do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, em São Paulo, aos 30 de Maio de 2022

Ler mais ...

Conheça o LiBES.

A elaboração do Livro Branco do Ensino Superior resulta de um pedido de assistência técnica do Governo de Angola dirigido ao Banco Mundial, no âmbito da Estratégia de Parceria Revista entre o Banco Mundial e a República de Angola. Assim, foram identificadas e discutidas as seguintes actividades entre as Partes, que se desenvolveriam nos próximos 18 a 20 meses, concretamente:

  1. Realizar um diagnóstico sólido de onde o sector está e quais são as lacunas urgentes que requerem atenção. O diagnóstico irá focar no acesso, equidade (com foco no gênero), qualidade e financiamento;
  2. Ajudar a montar um quadro de políticas em torno do ensino superior, estendendo-se às competências pós-secundárias. O quadro de políticas seria elaborado através de uma série de consultas a fim de construir um consenso em torno das principais conclusões;
  3. Realizar uma série de seminários sobre tópicos específicos relacionados com o Ensino Superior, procurando estabelecer sempre um quadro comparativos com alguns países e suas experiencias;
  4. Desenvolvimento e aprovação de uma Estratégia para o Ensino Superior (Livro Branco), a ser elaborada, aprovada e lançada até Maio de 2023.

O acto de lançamento do processo de elaboração do Livro Branco, realizado a 28 de Janeiro do corrente, constituiu um momento simbólico em que o Governo de Angola tornou público esta importante iniciativa que visa contribuir para um melhor planeamento do desenvolvimento do Ensino Superior.

Para mais informação, contribuições e solicitações, envie um e-mail para: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais