Menu
Portal Ciencia.ao

Portal Ciencia.ao

Angola e Hungria assinam acordo de cooperação no domínio do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação

 

A Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Doutora. Maria do Rosário Bragança deslocou-se à cidade de Budapeste, Hungria, no dia 30 de Outubro do corrente ano, a convite do seu homólogo Prof. Dr. László Palkovics, Ministro da Ciência e Tecnologia da Hungria para proceder à assinatura de um acordo de cooperação entre ambos os países no domínio do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação.

A visita oficial, que se estende até 4 de Novembro do corrente ano, além da assinatura do acordo de cooperação, envolve também visitas à várias Instituições de Ensino Superior húngaras assim como um encontro com estudantes angolanos bolseiros na Hungria.

A Ministra Maria do Rosário Bragança fez-se acompanhar de uma delegação de Quadros Séniores do MESCTI, dentre estes o Director Geral do INAGBE, Milton Chivela, fazem igualmente parte da delegação quadros do MIREX (Ministério das Relações Exteriores).

O MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, em Luanda, aos 31 de Outubro de 2021.

Ministra do Ensino Superior, Ciência Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança assume a Presidência do Conselho de Ministros do SASSCAL

O Conselho de Ministros do Centro de Ciências da África Austral para Mudanças Climáticas e Gestão Adaptativa dos Solos (SASSCAL) realizou uma reunião virtual no dia 14 de Outubro de 2021, durante a qual foi endossado o Plano de Negócios SASSCAL 2020-2024, Sustentabilidade Financeira e sua transformação em uma Organização Internacional.

A reunião do Conselho de Ministros realiza-se de dois em dois anos para deliberar sobre assuntos de importância estratégica do SASSCAL. A reunião também elegeu a Ministra Angolana do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Honorável Maria do Rosário Bragança Sambo como Presidente do Conselho, enquanto a Honorável Philda Kereng, Ministra do Ambiente, Recursos Naturais, Conservação e Turismo do Botswana foi eleita Vice-Presidente .

A Presidente recém-eleita substitui o Ministro da Agricultura, Águas e Reforma Agrária da Namíbia, Carl-Hermann Gustav Schlettwein. A Namíbia esteve no comando como presidente interina de 2018-2021 e foi eleita presidente titular de 2019-2021.

Em seu discurso de aceitação, a Presidente recém-eleita disse que anseia pela implementação do plano de negócios SASSCAL 2020-2024 e trabalhará arduamente para alcançar a transformação do SASSCAL em uma organização internacional.

Entretanto, a Ilustre Maria do Rosário Bragança confirmou que Angola, o segundo maior produtor de petróleo da África Subsaariana, com uma produção média diária de cerca de 1,2 milhões de barris, está também a trabalhar no sentido de migrar para fontes de energia de baixo carbono, fazendo uma migração na sua energia e associando às energias renováveis. A investigação multidisciplinar para identificar o potencial das fontes renováveis ​​de energia existentes em Angola, resultou na produção do Atlas e Estratégia Nacional para as Novas Energias Renováveis, sob a coordenação do Ministério da Energia e Águas do país. Os resultados da pesquisa também serviram de base para a contribuição de Angola para o projecto “H2 Atlas Africa” da SASSCAL.

O principal patrocinador do SASSCAL, o Ministro da Educação e Pesquisa da Alemanha, Honorável Anja Karliczek, reiterando a importância do mandato do SASSCAL, afirmou: “Todos nós sabemos que às mudanças climáticas - junto com outros factores de mudança como a urbanização ou o uso dos solos terão efeitos dramáticos sobre os recursos naturais na África do Sul e outros lugares. Isso levará ao aumento da competição entre, por exemplo, a produção de alimentos ou bioenergia e a biodiversidade ou a conservação da natureza. E todos nós sabemos que esses efeitos não estão e não ficarão confinados às fronteiras nacionais ou mesmo regionais, mas terão impacto na sustentabilidade global. O SASSCAL tornou-se uma instituição de referência no combate aos impactos das Mudanças Climáticas na região e fora dela ”.

“Olhando para os graves problemas em termos de fornecimento de electricidade em alguns de seus países hoje em dia, somos extremamente lembrados de como os padrões de energia já estão mudando. Esta é a razão pela qual engajamos nossa cooperação em um tópico de pesquisa novo e relevante, que é o Hidrogênio Verde. ”

O Ministro alemão considera a África Austral como uma região com um enorme potencial para a energia eólica e solar, colocando-a numa excelente posição para produzir hidrogénio verde para seu próprio uso e exportação. Nesse sentido, o Ministério Federal da Educação e Pesquisa (BMBF) vai investir 120.000.000 milhões de euros para o desenvolvimento da Economia do Hidrogênio Verde na região.

Entre outras apresentações, a Diretora Executiva do SASSCAL, Dra. Jane Olwoch, apresentou o progresso feito até agora na transformação do SASSCAL em uma organização internacional. Para transformar o SASSCAL em uma instituição internacional de pleno direito, os Estados Membros devem ratificar o tratado do SASSCAL. Durante a reunião, os Estados membros parabenizaram a SASSCAL por suas realizações nos últimos 10 anos.

Entregando a Presidência do Conselho de Ministros, a Vice-Ministra da Agricultura, Água e Reforma Agrária da Namíbia, Ilustre Anna Shiweda, felicitou a Ilustre Maria do Rosário Bragança Sambo e a Vice-Presidente Ilustre Philda Kereng, Ministra do Ambiente, Recursos Naturais, Conservação e Turismo, Botswana. A honorável Anna Shiweda frisou que o SASSCAL alcançou muitos marcos durante a presidência da Namíbia. Estes incluem:

  • Assinatura do documento legal de fundação do SASSCAL pela maioria dos estados membros;
  • Início do processo de ratificação do tratado SASSCAL, o que permitirá que o órgão regional se transforme em uma organização internacional;
  • Plena constituição do Secretariado Regional do SASSCAL;
  • O início da construção da sede do secretariado regional do SASSCAL e do Nodo Namibiano;
  • Implantação da carteira de pesquisa 01;
  • Bem como capacitação, pesquisa e infraestrutura entre os Estados membros.

O SASSCAL é uma iniciativa conjunta entre Angola, Botswana, Alemanha, Namíbia, África do Sul e Zâmbia, estabelecida em resposta aos desafios das mudanças globais. O SASSCAL trabalha em áreas temáticas, incluindo clima, água, silvicultura, agricultura e biodiversidade. Até agora, a instituição implementou quase 90 projectos de pesquisa com 80 instituições parceiras, treinou cerca de 200 jovens cientistas, estabeleceu uma rede de 156 estações meteorológicas e 54 observatórios de biodiversidade, bem como um centro operacional de dados e serviços na Secretaria Regional em Windhoek.

Estiveram presentes durante a reunião a Vice-Ministra da Agricultura, Água e Reforma Agrária da Namíbia, Honorável Anna Shiweda, Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação de Angola, Ilustre Maria do Rosário Bragança Sambo, Ministra Alemã da Educação e Investigação, Ilustre Anja Karliczek, e Presidente do Conselho Ministerial do Centro de Serviços Científicos da África Ocidental sobre Mudança Climática e Uso Adaptativo do Solo (WASCAL) e Ministro do Ensino Superior e Pesquisa Científica do Mali, ilustre Amadou Keita. Também presentes durante a reunião virtual, estiveram Altos Funcionários representando o Secretariado da SADC, Ministro da Ciência e Inovação da África do Sul, Ministro do Ambiente, Recursos Naturais, Conservação e Turismo do Botswana, Presidente do Conselho do SASSCAL, Sra. Jane Chinkusu e todos os Membros do Governo do Conselho do SASSCAL Borda.

 

Anexo o PDF

Oportunidade: Perito(a)s Lusófono(a)s no Domínio do Ensino Superior (M/F)

Programa de Apoio ao Ensino Superior - UNI.AO deseja identificar perito(a)s na área do Ensino Superior e da pós-graduação, que poderão ser mobilizados ao longo do programa no quadro de missões de mentoring a médio/longo prazo ou no formato on-line.

Qualificações e competências

  • Formação superior em gestão, economia, engenharia de formação ou qualquer domínio pertinente;
  • Conceição de dispositivos de formação e de investigação e/ou acompanhamento à implementação de novos cursos no quadro da universidade onde trabalha;
  • Acompanhamento das administrações públicas e/ou privadas do sector do ensino superior em Angola e/ou internacionalmente;
  • Excelentes capacidades redaccionais, qualidades de escuta e de animação;
  • Capacidades em gestão de projectos e também gestão administrativa e financeira ligada as subvenções;
  • Experiências de trabalho em África;
  • Capacidade de trabalho em equipa, grande qualidade de escuta e bom relacional;
  • Domínio da língua portuguesa;
  • Conhecimento da(s) língua(s) francesa e/ou inglesa seria apreciável.

Experiência profissional: de 5 a 10 anos requerida em pelo menos um dos domínios especificados procurados.

Lugar de trabalho: remotamente e em Luanda e outras províncias.

Duração das missões: variável, dependendo das actividades a acompanhar, as missões poderão ser de 3 dias a vários meses; deslocamentos pontuais possíveis (cujos custos serão suportados pelo programa, independentemente da remuneração).

Datas de realização das missões: 2021 – 2024, com início possível nos meados de Novembro, do ano em curso.

As candidaturas devem ser enviadas até o dia 31 de Outubro 2021 pela plataforma GEX ao seguinte link https://www.expertisefrance.fr/web/guest/on-recrute#page-6971---1---expert-e-s-lusophones-dans-le-domaine-de-l-enseignement-superieur-h-f---en_US?backlink=search  (TDR completos e modelo de CV a ser utilizado).

Para cada missão de apoio técnico, um ou mais perito(a)s identificado(a)s serão convidado(a)s a apresentar uma proposta técnica a partir de termos de referência (TDR) específicos.

Os consultores devem justificar na inscrição o registo nacional das empresas ou da portagem por um prestador (com capacidades de faturação).

Um contrato de prestação de serviço será proposto na base dos TDR da ou das missões de apoio técnico propostas, para qual ou quais o perito será mobilizado e baseado num custo diário a determinar segundo perfil e experiência.

Para mais informações e aceder aos TDR completos, consultar o site https://www.ciencia.ao/oportunidades e as páginas Facebook e LinkedIn do UNI.AO: https://www.facebook/programauniao; https://www.linkedin.com/company/uni-ao/

 

Você já conhece o ScienceDirect? Participe no Webinar da Elsevier - Inscrições até 20 de Setembro de 2021

Você sabe o que é ScienceDirect?

A plataforma líder da Elsevier de literatura académica revisada por pares.

O ScienceDirect combina publicações científicas, técnicas e de saúde em texto completo com funcionalidades inteligentes e intuitivas para que os usuários possam se manter informados em seus campos e pesquisar de maneira mais eficaz e eficiente.

Participe no webinar da Elsivier no dia 20 September 2021, às 10:00. Inscreva-se já no link de registo.

 

Link de Registro: https://elsevier.zoom.us/webinar/register/WN_UKgMB5dSR-mxoR0kROc5wg

 

Assinar este feed RSS

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais