Menu

II Fórum Africano de Ciência, Tecnologia e Inovação (FACTI) e VI Sessão do Fórum Regional Africano sobre o Desenvolvimento Sustentável (FRADS)

A Comissão Económica para a África (ECA) foi criada pelo Conselho EconÓmico e Social (ECOSOC) das Nações Unidas com o objectivo de promover o desenvolvimento económico e social dos Estados Membros, adoptar a integração intra-regional e promover a cooperação para o desenvolvimento de África (https://www.uneca.org/ ).

A ECA, em colaboração com a Comissão da União Africana, o Banco Africano de Desenvolvimento e o Sistema das Nações Unidas organizaram, em Victória Falls, Zimbabwé, de 24 a 27 de Fevereiro de 2020, o II Fórum Africano de Ciência, Tecnologia e Inovação (FACTI) e a VI Sessão do Fórum Regional Africano sobre o Desenvolvimento Sustentável.

Angola fez-se representar por uma delegação composta por: Sua Excelência Ministra do Ambiente Paula Francisco Coelho; Secretário de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto; Secretário de Estado para o Planeamento, Samahina de Sousa da Silva Saúde; Embaixador de Angola no Zimbabué, Agostinho Tavares; Representante das Nações Unidas em Angola Responsável do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Paolo Balladelli; e altos funcionários dos Ministérios da Economia e Planeamento e do Ambiente.

Os encontros tiveram como objectivo “aferir como a Ciência, Tecnologia e a Inovação (CTI) podem contribuir para a implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)” e “balancear a implementação dos ODS e projectar acções rumo à transformação e prosperidade de África.

Os debates foram realizados à volta dos cinco “clusters” dos ODS, nomeadamente “Pessoas”, “Prosperidade”, “Planeta”, “Paz” e “Parcerias” onde se agrupam os 17 objectivos, nomeadamente: 1 (Erradicação da pobreza); 2 (Fome zero); 3 (Boa saúde e bem-estar); 4 (Educação de qualidade); 5 (Igualdade de género); 6 (Água limpa e saneamento);  7 (Energia acessível e limpa); 8 (Emprego digno e crescimento económico); 9 (Indústria, inovação e infra-Estruturas); 10 (Redução das desigualdades) e 11 (Cidades e comunidades sustentáveis); 12 (Consumo e produção responsáveis); 13 (Combate às alterações climáticas); 14 (Vida debaixo da água) e 15 (Vida na Terra); 16 (Paz, justiça e instituições fortes); 17 (Parcerias em prol dos objectivos).

Os participantes reconheceram a importância da CTI para o progresso do bem-estar do Homem, para a transformação económica e para a realização dos objectivos ambientais; a necessidade de se analisar as razões porque alguns grupos estão constantemente a ser deixados para trás e de abordagens inclusivas; saudaram o lançamento da Área de Comércio Livre Continental Africana.

De uma forma geral, os participantes do Segundo Fórum Africano de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Sexta Sessão do Fórum Regional Africano Sobre o Desenvolvimento Sustentável reconheceram a importância da ciência, da tecnologia e da inovação para o progresso do bem-estar humano, para a transformação económica e para a realização dos objectivos ambientais.

voltar ao topo

Links Úteis

Links Externos

Contactos

Redes Sociais